5 tendências para o mercado de embalagens

Postado em Postado em Embalagem

Confira as principais tendências que estão guiando as embalagens atualmente e veja como você pode inovar para criar a sua para seu produto.

 No cenário atual de mudança e transformação, é fundamental estar constantemente atualizado sobre as tendências do mercado de alimentos. Como foi abordado no texto, “ O que uma embalagem pode fazer pelo seu produto”, vimos que a embalagem é um dos pontos chaves que influenciam no processo de compra de um produto em detrimento ao outro, sendo  muitas vezes levada mais em consideração do que o próprio produto em si.

 É devido essa importância estratégica que se faz  necessário ficar atualizado em relação às suas macrotendências. Além de que essas são muito importantes para garantir o crescimento e diferenciação da sua  empresa a longo prazo.

 De acordo com o Brasil Pack Trends, pesquisa realizada pelo ITAL (Instituto de Tecnologia de Alimentos) que analisa as principais tendências das embalagens até 2020, temos que essas 5 macrotendências são:

 

1) Estética e identidade

Com o aumento da renda dos consumidores brasileiros e ascensão da classe média, esse tipo de consumidor leva em consideração a estética como um dos principais parâmetros na hora de escolher qual tipo de alimento levar na gôndola do supermercado. São as famosas pessoas que compram mais pelo design da embalagem do que pelo produto em si.  Elas possuem um estilo de vida sofisticado e demanda por produtos com alto valor agregado, como símbolo de status.

 Tomando como base tal comportamento, que surgem as linhas premium por exemplo, visam dar um status as pessoas que compram e é direcionada para um público com elevado poder aquisitivo. Um exemplo é água Voss, no qual os consumidores têm a experiência de tomar um água das fontes da Noruega.

 

 

Outro fator que é muito típico desse tipo de tendência são as linhas retrô, ou a “volta no passado”. A ideia é estimular a venda por meio de edições limitadas que remetem aos tempos antigos, já que tornam as embalagens como algo colecionável.

 Um exemplo são as latas do refrigerante Itubaína e a embalagem de leite condensado da Nestlé:

 

                                                                      

 

2) Conveniência  e praticidade

Esse tipo de tendência visa principalmente facilitar a vida dos consumidores e otimizar o tempo que eles gastam com atividades referentes à alimentação. Assim, surgem os conceitos como “on the go”, no qual é permitido comer a qualquer lugar e qualquer hora. É notável também embalagens que:

  • Podem ser reutilizadas;
  • Permitem uma facilidade de  preparação;
  • Possuem  porções individuais.

 

                                                                 

 

3)  Qualidade e novas tecnologias

Essa tendência visa usar da tecnologia para auxiliar o consumidor na detecção do prazo de validade por exemplo. Dessa forma, as embalagens inteligentes indicam a qualidade e o frescor do alimento dando maior segurança alimentar.

Um exemplo são as embalagens que mudam de cor quando o alimento atinge o ponto  da validade.

 

4)  Segurança

Esse aspecto é relativo à segurança  do alimento em si. Isto é, ela tem a finalidade de mostrar ao consumidor a confiabilidade de uma certa marca assegurando que o alimento é de qualidade e que o consumo não irá causar nenhum dano à saúde.

Assim, é primordial que a embalagem indique os valores nutricionais, o modo de preparo e o prazo de validade. Geralmente a maioria delas vem com um selo de inspeção.

5) Sustentabilidade e ética  

 Por fim, temos a pauta da sustentabilidade. Com o prejuízo que o planeta está vivendo , devido a anos de intensa exploração de recursos as empresas estão cada vez mais adequando suas linhas de produção para evitar desperdícios, otimizar e reutilizar os processos. É a famosa representação da frase “Doing more using less”.

Exemplos palpáveis dessas práticas são as embalagens:

  • reutilizáveis
  • com redução de material

Resumindo as 5 tendências:

 

É importante ressaltar que essas macrotendências não são fatores isolados, mas sim conectados. Portanto, em uma tendência pode haver a mistura de muitas outras.

 

Amanda Macedo
Amanda Macedo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *