Pet Food: Crescimento e Tendências de investimento

Postado em Postado em Tendências

A cada dia aumenta a busca por alimentos saudáveis que nos proporcionem uma melhor qualidade de vida, maior aporte energético e valor nutricional. Em relação aos pets, a lógica não é diferente. A mudança de status dos pets nos últimos anos, de animais de estimação a membros da família, fez com que houvesse expressivo desenvolvimento do setor de Pet Food no Brasil. Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), em 2016, o setor faturou R$ 12,75 bilhões no Brasil, uma alta de 5% em relação ao ano anterior, representando 0,25% do produto interno bruto (PIB).

Considerando, o atual momento econômico do país, o setor de  alimentação pet pode ser uma boa oportunidade de investimento para quem está pensando em entrar nesse mercado e para quem cogita diversificar sua estratégia de negócio, uma vez que este resiste à crise e têm boas previsões de expansão. Atualmente, os empresários do setor de alimentação animal encontram muitas portas abertas para atender a uma gama crescente de consumidores cada vez mais exigentes e dispostas a investir.

No segmento de Pet Food, consegue-se identificar 4 principais tendências de mercado, que evidenciam o crescimento deste setor e devem estar presentes nos próximos lançamentos de mercado. São elas: segmentação, mercado premium, humanização e saúde.

Segmentação

É cada vez mais comum o surgimento de produtos para classes específicas de pets, seja por idade (filhote, adulto e sênior), garantindo o suporte nutricional necessário para cada estágio, seja por raça ou porte (pequeno, médio e grande), ajustando o tamanhos das porções de consumo. A segmentação faz com que o nicho de mercado diminua, sendo focado para um número mais limitado de consumidores. Entretanto, as pessoas que compram um produto específico para as necessidades de seu pet geralmente estão mais propensas desembolsar maior valor.

 

Mercado premium

Como os animais de estimação vêm sendo tratados cada vez mais como membros da família, é normal que seus donos passem a investir em produtos mais nobres para os bichinhos. Cada vez mais, os segmentos Premium e Super Premium vêm crescendo em participação de mercado para este setor, com alimentos de maior qualidade nutricional e sabores diferenciados;

 

Humanização

Com os pets cada vez mais próximos de seus donos, surgem petiscos que visam maior interação entre humanos e animais de estimação, como petiscos, biscoitos e bolos de aniversário, por exemplo;

 

Saúde

Como os seres humanos, os pets têm necessidades nutricionais próprias, que devem ser obedecidas. Assim têm surgido diversos produtos com foco na saúde animal, como alimentos úmidos, completos e balanceados, e alimentos naturais. Também emergiram nos últimos anos produtos voltados para saúde bucal e prevenção do tártaro, fortificados com vitaminas, alimentos que garantem o fortalecimento dos ossos, e alimentos light.

 

Diante desse crescente mercado, o investimento em tendências Pet Food é uma ótima opção para quem busca inovação e segurança na hora de desenvolver um negócio.

Julia Grippa

5 thoughts on “Pet Food: Crescimento e Tendências de investimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *