O Passo-a-Passo para o Manual de Boas Práticas te Impulsionar no Mercado

Postado em Postado em Manual de boas práticas

A aplicação de boas práticas de higiene é requisito para qualquer empreendimento, mas se tratando da indústria de alimentos, os cuidados devem ser redobrados.

Para garantir a qualidade do produto, alguns fatores devem ser observados como :

  • HIGIENE PESSOAL
  • LIMPEZA DAS INSTALAÇÕES
  • ARMAZENAMENTO

 

HIGIENE PESSOAL
  • O trabalhador deve estar adequadamente vestido, com uniforme, botas, luvas, toucas e máscara de proteção;
  • O uniforme e os outros utensílios servem para garantir que o alimento não seja contaminado, além de proteger a saúde do trabalhador;
  • Uniformes devem estar sempre limpos;
  • Botas e luvas podem e devem ser higienizadas com uma solução clorada;
  • Máscara e toucas de preferência descartáveis;
  • Não utilizar acessórios durante a manipulação de alimentos (brincos, pulseiras, anéis, relógios);
  • Manter as unhas curtas e limpas (sempre sem esmaltes);
  • Evitar consumo de alimentos na linha de proteção;
  • Banho diário;
  • Lavar as mãos frequentemente;
  • Higiene pessoal dos trabalhadores.

 

 

LIMPEZA DAS INSTALAÇÕES

O processo de higienização consiste num conjunto de práticas que tem como objetivo devolver ao ambiente de processamento, ou seja, as instalações, aos equipamento, móveis e utensílios a condição adequada, minimizando a possibilidade de contaminação.

Durante o processo de fabricação de alimentos, verifica-se o acúmulo de resíduos de matéria prima, corpos estranhos, substâncias químicas do processo e microorganismos nas superfícies que podem prejudicar à saúde humana.

Por isso, a adoção de medidas de limpeza no espaço de produção é essencial para garantir a qualidade do produto.

Equipamentos, instalações e máquinas devem ser higienizados, eliminando os resíduos da produção que são altamente perecíveis.

O aconselhável é começar pelo piso, paredes e mesas. Em seguida, a limpeza dos equipamentos e utensílios, tudo com água corrente e a secagem, com panos higienizados.

Após essa etapa, indica-se fazer a sanitização com solução de água com cloro (100 ml de cloro para cada 10 l de água). O objetivo é eliminar os microorganismos que possam ter resistido a primeira limpeza.

ARMAZENAMENTO

Todo o processo de colheita, transporte e armazenamento deve ser considerado nessa fase, pois é durante essa fase que o controle de pragas é mais extenso. Por isso, é necessário manter o ambiente sempre limpo, os alimentos em recipientes fechados, as lixeiras sempre fechadas, as janelas e as portas vedadas e com telas.

O Manual de Boas Práticas (MBP) regulamentado pela ANVISA é obrigatório para você abrir o seu negócio, pode ser implementado em três partes:

1ª: é elaborado e adotado um MBP próprio para sua empresa;

2ª: é realizado um treinamento, com a equipe de trabalho, para haver adaptação;

3ª: é realizada uma verificação e, medidas corretivas, previstas no Manual que são adotadas para corrigir quaisquer desvios dos parâmetros definidos.

A aplicação do MBP permite:

  • Obtenção de produtos com melhor qualidade e segurança;
  • Reduz os desperdícios;
  • Diminui o custo de produção;
  • Reduz o número de reclamações de clientes;
  • Proporciona um local de trabalho mais agradável, limpo e livre de riscos para os trabalhadores.

 

Mariana Tararam
Mariana Tararam
Estudante de Engenharia de Alimentos. Atualmente trabalha como Coordenadora de Marketing digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *